INDICADORES ADOTADOS PARA COMPOR O IDSUS


INDICADORES DE ACESSO POTENCIAL
OU OBTIDO

ATENÇÃO BÁSICA

1. Cobertura populacional estimada pelas equipes básicas de saúde.
2. Cobertura populacional estimada pelas equipes básicas de saúde bucal.
3. Proporção de nascidos vivos de mães com 7 ou mais consultas de pré-natal.

ATENÇÃO AMBULATORIAL E HOSPITALAR DE MÉDIA COMPLEXIDADE

4. Razão de exames de mamografia realizados em mulheres de 50 a 69 e a população da mesma faixa etária.
5. Razão de exames citopatológicos do colo do útero em mulheres de 25 a 59 anos e a população da mesma faixa etária.
6. Razão de procedimentos ambulatoriais selecionados de média complexidade e população residente.
7. Razão de internações clínico-cirúrgicas de média complexidade e população residente.

ATENÇÃO AMBULATORIAL E HOSPITALAR DE ALTA COMPLEXIDADE, REFERÊNCIA DA MÉDIA E ALTA E URGÊNCIA E EMERGÊNCIA

8. Razão de procedimentos ambulatoriais de alta complexidade selecionados e população residente.
9. Razão de internações clínico-cirúrgicas de alta complexidade e população residente.
10. Proporção de procedimentos ambulatoriais de média complexidade para não residentes.
11. Proporção de internações de média complexidade para não residentes.
12. Proporção de procedimentos ambulatoriais de alta complexidade realizados para não residentes.
13. Proporção de internações de alta complexidade para não residentes.
14. Proporção de acesso hospitalar dos óbitos por acidente.



INDICADORES DE EFETIVIDADE

ATENÇÃO BÁSICA

15. Cobertura com a vacina tetravalente.
16. Taxa de Incidência de Sífilis Congênita.
17. Proporção de cura de casos novos de tuberculose pulmonar bacilífera (TBC).
18. Proporção de cura dos casos novos de hanseníase.
19. Proporção de internações sensíveis à atenção básica (ISAB).
20. Média da ação coletiva de escovação dental supervisionada.
21. Proporção de exodontia em relação aos procedimentos.

ATENÇÃO AMBULATORIAL E HOSPITALAR DE MÉDIA E ALTA COMPLEXIDADE E URGÊNCIA E EMERGÊNCIA

22. Proporção de parto normal.
23. Proporção de óbitos em menores de 15 anos que usaram Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).
24. Proporção de óbitos nas internações por infarto agudo do miocárdio (IAM).

Demas/SE/MS.