Indicador nº 14

Proporção de acesso hospitalar de residentes que foram à óbito por acidente

Conceituação

Proporção de residentes de determinado município que foram à óbito por acidente e tiveram atendimento hospitalar, em relação ao total residentes do mesmo município e que foram à óbito por acidente, com e sem atendimento hospitalar, no período considerado.

Interpretação

O indicador mede o percentual de pessoas que foram a óbito e cuja causa tenha sido acidentes, definidos pelos CID 10 V01 a X59 e cujo local de ocorrência do óbito, marcado na declaração de óbito, tenha sido o hospital em relação ao total de óbitos por acidente, independentemente do local de ocorrência (rua, domicílio, hospital ou outra unidade de saúde).

Mede, assim, o percentual de acidentados graves que foram a óbito e que obtiveram acesso à atenção hospitalar, permitindo medir aproximadamente a facilidade ou dificuldade que essas pessoas acidentadas tiveram para o acesso à atenção hospitalar de urgência e emergência. Indiretamente, permite que se tenha uma aproximação da dificuldade de acesso ao hospital das demais pessoas acidentadas, graves ou não e que não foram a óbito.

Assim, esse indicador, mede de forma geral e conjunta, a suficiência e eficiência da atenção pré-hospitalar (SAMU) e hospitalar, mas não separa quanto é o peso de cada componente.

Usos

Mede a suficiência e eficiência da atenção pré-hospitalar e hospitalar, auxiliando na avaliação, planejamento e adequada estruturação da rede de atenção à urgência e emergência.

Limitações

Não permite discriminar a qualidade da atenção hospitalar de urgência e emergência, uma vez que nos altos percentuais de óbitos de acidentados atendidos no hospital, pode conter casos de óbitos evitáveis.

Fonte

Ministério da Saúde: Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM)

Método de cálculo

NResultado padronizado e ajustado do indicador  é igual ao resultado direto multiplicado pelo fator de ajuste Bayes específico do município somado ao produto entre o resultado médio do indicador de todos os municípios da mesma região brasileira a que pertence o município e a diferença 01 – fator de ajuste Bayes específico do município.

Fórmula = (Resultado direto X Fator de ajuste Bayes específico do município) + [(Resultado médio de todos os municípios da mesma região brasileira a que pertence o município) X (1 – Fator de ajuste Bayes específico do município)].

O resultado direto obtido desse indicador, ou seja, o quociente da divisão numerador pelo denominador é ajustado pela metodologia estatística do Bayes empírico.

Cálculo do resultado direto é igual ao:
número de óbitos de residentes de determinado município cuja causa tenha sido por algum CID 10, de V01 a X59, cujo local de ocorrência do óbito marcado na declaração de óbito tenha sido o hospital dividido pelo total de óbitos pelas mesmas causas e de residentes do mesmo município, independentemente do local de ocorrência do óbito, no período considerado.

O Fator de ajuste Bayes específico do município consiste no fator calculado especificamente para cada município. Esse fator depende da dispersão dos valores dos resultados diretos, entre todos os municípios da mesma região brasileira a que pertence o município e aumenta progressivamente, de zero (0) a um (1), conforme aumenta o denominador do indicador (total de óbitos por acidentes de residentes do município, no período considerado)..

Categorias sugeridas para análise

Unidade geográfica: Brasil, estados, regiões de saúde e municípios.

Dados estatísticos e comentários

Proporção de acesso hospitalar de residentes que foram à óbito por acidente , segundo regiões e Brasil, nos anos de 2001 a 2011.

Os resultados de 2001 a 2011 mostram ligeiro aumento de acesso ao hospital dos percentuais de óbitos de residentes por acidentes, no Brasil, e a mesma tendência nas regiões. A região Sudeste se destaca com percentuais entre 50% e 55% de óbitos por acidentes, que ocorrem em hospitais todos os anos, percentual esse acima da média Brasil de 45%. Com os menores percentuais, abaixo de 40%, estão as regiões Norte e Nordeste.

Parâmetro

70% de óbitos ocorridos no hospital.

Pontuação

Se resultado maior ou igual ao parâmetro, nota 10.
Se resultado menor que o parâmetro, a nota será diretamente proporcional ao decréscimo do resultado em relação ao parâmetro